Curso de Jornalismo digital na FACOM/UFBA

Oficinas de jornalismo digital na FACOM/UFBA. Leia abaixo via GJOL

“Pesquisadores da Espanha ministram curso de Jornalismo Digital na FACOM
Ministrado por quatro dos maiores especialistas espanhóis em Ciberjornalismo, um mini-curso em Jornalismo na Internet será ofertado gratuitamente, de 10 a 14 de dezembro, das 14:30 às 17:30 h., no Auditório da Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia (UFBA).O curso é parte das atividades do Convênio Brasil-Espanha para estudos dos Cibermeios (CAPES/DGU), envolvendo uma rede de pesquisadores de diversas universidade brasileiras e espanholas.
Abaixo o programa:
  • Dia 10. Prof. Dr. Javier Díaz Noci (Universidade del País Vasco): “Redacción para periódicos digitales” .
  • Dia 11. Prof. Dr. Guillermo López (Universidad de Valencia): “Blogs, esfera pública y periodismo ciudadano” .
  • Dia 12. Prof. Dr. Koldo Meso (Universidad del País Vasco): ”Enseñanza del Ciberperiodismo en la Universidad española” .
  • Dia 13. Prof. Dr. Pere Masip (Universidad Ramón Llull): “El impacto de Internet en las rutinas periodísticas” .
  • Dia 14. Mesa redonda sobre Tendencias e o Futuro do Jornalismo na Internet.
O curso será ministrado em espanhol, com direito a Certificado de Extensão da UFBA.Inscrições no NICOM, primeiro andar da Faculdade de Comunicação da UFBA (Campus do Canela), Salvador, das 09 às 16 horas”.

Reuters projeta uso de celular de alta definição na sua experiência de jornalismo móvel

Após testes com kit de ferramentas do jornalismo móvel, a agência de notícia Reuters pretende ampliar o uso da tecnologia móvel digital na sua produção jornalística a partir do desenvolvimento de celulares com câmeras de alta definição HD. No projeto Mobile Journalism, lançado no fim de outubro em parceria com a Nokia, os repórteres da agência utilizam celulares Nokia N95 e outros acessórios como teclado bluetooth, tripé e microfone unidirecional. O material multimídia produzido (vídeos, fotos, textos) é editado e enviado diretamente do evento como da Nova York Fashion Week. Para o cientista chefe da Reuters, Nic Fulton, a tecnologia do telefone móvel pode representar mudanças para o jornalismo e, no futuro, novos usos serão obtidos com esta tecnologia a partir da produção de vídeos em alta definição – HD:

“We [Nokia and Reuters] believe that mobile technology is evolving extremely fast to the extent that we can see a time, probably not that far out, I’m sure less than five maybe even three years out, when mobile phones could have HD video capability and they could have extremely powerful VPUs and keyboards,” explica Fulton.

A notíca está em journalism.co.uk.

Leia outros posts publicados sobre o assunto aqui no blog: jornalismo móvel na Reuters parte 1 e parte 2

Notícia celular

A tecnologia de terceira geração (3G) de celular já começa a ser explorada para o jornalismo em condições de mobilidade no Brasil. O Sistema Jornal do Commercio – SJCC, de Recife, em parceria com a Claro e a Nokia, viabilizou o projeto “Notícia celular“. Vídeos serão produzidos pelos repórteres da TV Jornal (retransmissora do SBT em Pernambuco) e veículados na programação do canal. O projeto começa a partir de hoje com o uso de celulares Nokia N95 (que grava com qualidade de DVD). Em combinação com a tecnologia 3G, a banda larga da telefonia brasileira em teste pela Claro em Brasília, Fortaleza e Recife, é possível transmissão em tempo real ou o upload dos dados como fotos e vídeos em alta velocidade. Em matéria da edição impressa de ontem do Jornal do Commercio, a diretora de jornalismo da TV Jornal, Beatriz Ivo, destaca: “Além da informação instantânea, o Noticia Celular abre espaço para a participação das pessoas. O que queremos é democratizar o acesso ao produto final que vai ao ar. Em pouco tempo, a integração vai passar para o restante do SJCC e chegará às mãos do público”. As pessoas podem também enviar vídeos para noticiacelular@jc.com.br. O Sistema Jornal do Commercio já vem desenvolvendo experiências com celulares aplicadas ao jornalismo desde 2005 quando naquele ano se realizou a cobertura do carnaval em tempo real com o uso da tecnologia GPRS. Nas eleições de 2006 também foram utilizados celulares para o envio de notícias para a redação e publicação no JC Online. Este ano os fotógrafos profissionais do JC imagem, agência do Grupo, começaram a registrar fotos a partir de aparelhos celulares da Nokia e Sony Erickson com finalidade jornalística (veja post anterior no blog). A 3G como banda larga móvel, em combinação com aparelhos como o Nokia N95, amplia a infra-estrutura técnica para o jornalismo móvel. Veja vídeo explicando o projeto.

Redação Móvel

O jornal americano The Star, da cidade de Cleveland, no estado de Ohio nos Estados Unidos, montou uma redação interativa móvel a partir de um veículo estruturado com dispositivos móveis digitais e conexões sem fio (obrigado Grace). Os repórteres, dirigindo esse veículo equipado, vão diretamente aos locais dos eventos e relatam ao vivo e online os fatos observados. Um hotspot (ponto de acesso à internet) foi instalado para cobrir toda a cidade com rede sem fio para permitir que o repórter esteja sempre online de qualquer parte de Cleveland a partir de um roteador instalado no veículo.

Essa redação móvel é composta de um notebook Dell Latitude D820, com processador duo core, que funciona como uma central para editar fotos, áudios e vídeos e realizar o upload; Uma filmadora Sony HDR-SR1 que grava em alta resolução; câmera Nikon Coolpix com 7,2 megapixels com transferência para o computador via wireless; câmera Linksys WVC200 colocada em frente do veículo para transmissão para o público de vídeos da produção dos repórteres; gravador digital M-Audio Micro Track para captura e edição de áudio nos formatos WAV e MP3; roteador Kyocera KR1 com acesso permanente à internet para uso simultâneos em diversos computadores e dispositivos móveis; e um servidor EmergeCore IT-100 emails, serviços VPN e gerenciamento remoto.
Verifica-se uma ampliação das experiências de jornalismo móvel pelo mundo. Em outubro a agência de notícias Reuters lançou, em parceria com a Nokia, um projeto de cobertura móvel a partir de um kit de ferramentas móveis para os repórteres espalhados pelo mundo: Jornalismo móvel na Reuters e Jornalismo móvel na Reuters – Parte II.

fernando f. silva