TIM lança banda larga 3G pré-paga

A operadora TIM anunciou o lançamento de banda larga 3G pré-paga. Com R$ 5 você pode navegar por 24 horas e usar até 250 megas. O caro mesmo ainda é o modem que custará R$ 299. Considerando que alguns hotéis ainda cobram em torno de R$ 20 ou 30 para acesso a rede Wi-Fi, esta opção pré-pago é uma vantagem, sem falar que se pode conectar além dos quartos e lobby dos hotéis. O maldito preço do modem é que precisa ainda ser compatível com o plano pré-pago. De qualquer forma é um avanço para ampliar a rede de usuários de conexões de terceira geração.

tv móvel no iPhone


A tv móvel ganha fôlego. A Apple aprovou aplicativo France 24 da tv francesa que possibilita transmissão em streaming no iPhone via 3G. Antes já estava viabilizada em redes Wi-Fi. A CBS, dos Estados Unidos, também anunciou transmissão em streaming para iPhone e Ipods e navegação por todo o conteúdo do site tv.com. Portanto, antes mesmo da tv digital móvel se consolidar (o celular, neste caso, precisa ser compatível para receber sinal de tv digital aberta), as redes de tv estão encontrando uma forma mais prática via iPhone tendo em vista o crescimento do número de usuários no mundo e o número crescente de aplicativos disponíveis.

Por trás desta notícia está a questão da mobilidade e da portabilidade. Para nós pesquisadores um cenário cada vez mais complexo para analisar o campo da comunicação/jornalismo/cibercultura diante de uma produção e de um acesso em mobilidade e não mais centrado em desktops ou uma audiência de frente a uma televisão de 30 polegadas (no caso da recepção do sinal). Com celulares mais dinâmicos e completos a comunicação parece está virando de cabeça para baixo no início deste século e abrindo espaço para diversas questões.

Jornal Extra e o repórter 3G

O Jornal Extra, do Rio, e pertencente às Organizações Globo, está com projeto de convergência de mídias utilizando “repórteres 3G” para produção de conteúdo para diversas plataformas. Com celulares com tecnologia de terceira geração (3G) os repórteres produzem os conteúdos das reportagens de campo em condição de mobilidade. Veja trecho no Grupo de Discussão dos Jornalistas da Web:

“O Extra expandiu para toda a redação – papel e online integrados – uma ideia do editor de Geral, Fábio Gusmão, que deu certo. O jornal carioca trabalha com “repórteres 3G”, fazendo matérias para qualquerplataforma, editando-as no local da cobertura e enviando-as à redaçãoem tempo real. O nome 3G vem de Terceira Geração, o celular que permite fazer fotos,vídeos, áudios, conectar-se à internet e até, se for preciso, falar aotelefone. Nos carros de reportagem há um laptop que os torna “redações móveis”.”

Estas iniciativas são a razão para a existência deste blog que vem acompanhando a expansão de projetos de jornalismo móvel e que também serve de suporte para a pesquisa de doutorado na UFBA sobre jornalismo e mobilidade. A tecnologia 3G e as tecnologias móveis cada vez mais portáteis (para ser redundante) como smartphones e netbooks constituem uma infra-estrutura para a cobertura jornalística ou as reportagens de campo. Para se aprofundar mais na questão acesse meu artigo “jornalismo reconfigurado: tecnologias móveis e conexões sem fio na reportagem de campo“, premiado na Intercom 2008 na categoria doutorado, que explora outros estudos de caso como ilustração deste cenário e demonstra como o jornalismo passa por mutação com a introdução das tecnologias móveis e das redes sem fio.

Carnaval de Salvador: A Tarde investe em cobertura multimídia e uso de QR Code

O Jornal A Tarde, de Salvador, está investindo numa cobertura multimídia e móvel do carnaval 2009. O portal está com uma home exclusiva para o período do carnaval. Videos, fotos, webtv, blogs e mensagens para celular são algumas das características exploradas. No aspecto mobilidade A Tarde disponibilizou o canal Mobi A Tarde e a inserção do QRCode no jornal impresso para que os leitores com celulares compatíveis possam ter acesso a fotos e vídeos da cobertura.

Jornalismo móvel: JC OnLine na cobertura do Galo da Madrugada de Recife

Grandes eventos, grandes coberturas. O portal JC Online, do Recife, está realizando uma cobertura interativa do carnaval de Recife-Olinda. Para a cobertura do tradicional Galo da Madrugada deste sábado estão sendo utilizados cinco celulares de terceira geração Nokia N95, aplicativos Qik, Flickr e Cover It Live. Um canal especifico foi desenhado para comportar no mesmo ambiente as cinco câmeras em transmissão simultânea, as postagens das fotos e a seção minuto-a-minuto via Cover It Live com informações dos repórteres e participação interativa dos internautas.