Arquivo da categoria: André Lemos

Ciclo de debates aborda cibercultura e comunicação em redes digitais


O Departamento de Comunicação Social da UEPB, através do Grupo de Pesquisa em Comunicação, Cultura e Desenvolvimento e da Pro-Reitoria de Pós-Graduação, realiza no dia 14 de março (nos turnos da manhã, tarde e noite), em Campina Grande – PB, o I Ciclo de Debates em Comunicação e Jornalismo Contemporâneos. As discussões, que ocorrerão no próprio Departamento, girarão em torno do tema central do evento: Cibercultura, Teorias e a Comunicação em Redes Digitais.

A conferência de abertura, às 9h30, será com o Prof.Dr, André Lemos, da Universidade Federal da Bahia – UFBA, que abordará o tema Comunicação, Cibercultura e Teoria Ator-Rede. Lemos é o maior especialista brasileiro em cibercultura com 13 livros publicados na área. Tem doutorado em sociologia pela Universidade René Descartes, Paris V, Sorbone; pós-doutorado pela University of Alberta e McGill University, Canadá e foi presidente da Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação – COMPÓS e coordena o Grupo de Pesquisa em Cibercidades – GPC/UFBA.

Às 11h30 ocorrerá o lançamento de três livros do conferencista: “Cibercultura. Tecnologia e vida social na cultura contemporânea” (André Lemos, Sulina, 2010, 5ed.), “O futuro da Internet” (André Lemos e Pierre Lévy, Paulus, 2010), “Comunicação e mobilidade: aspectos socioculturais das tecnologias móveis de comunicação no Brasil” (André Lemos e Fábio Josgrilberg, EDUFBA, 2009).

OFICINAS E MESA REDONDA
Das 14 às 17h ocorrerão simultaneamente quatro oficinas voltadas para estudantes e profissionais de jornalismo, arte e mídia, publicidade e propaganda e áreas afins. “Jornalismo Digital e infografia” (Adriana Alves Rodrigues), “A fotografia digital como registro do cotidiano” (Hipólito Lucena), “Computação gráfica 3D para mídias e entretenimento” (Hélio Meireles) e “Videografia básica para novas mídias” (Emerson Saraiva).

Às 19h, será lançado o novo projeto do Departamento de Comunicação Social, o portal “Repórter Universitário”, que visa acolher a produção multimídia de alunos e professores e servir como ambiente de divulgação de eventos, seleções de professores, trabalhos de extensão e o noticiário referente ao jornalismo.

Às 19h30 ocorrerá a segunda sessão de lançamento de livros com os seguintes títulos: “Metamorfoses Jornalísticas II: a reconfiguração da forma” (Demétrio de Azeredo Soster e Fernando Firmino da Silva), “Dionísio na idade mídia: estética e sociedade na ficção televisiva seriada” (Cláudio Paiva), “Afrodite no Ciberespaço: a era das convergências” (Claudio Paiva, Marina Magalhães e Allysson Viana Martins), “Produção e colaboração no jornalismo digital” (Carla Schwingel e Carlos Zanotti).

Às 20h, começarão as apresentações e debates em torno da mesa redonda “Jornalismo em Redes Digitais” com as discussões sobre: Mediação da Participação do Público: o caso Eu q Fiz (Ricardo Oliveira, coordenador de mídias digitais da Rede Paraíba de Comunicação), As mídias abertas da América Latina e do mundo (Claudio Cardoso Paiva, prof. UFPB), Tecnologias móveis e jornalismo (Fernando Firmino da Silva, prof. UEPB), TV digital, construção do real e mediadores públicos (Águeda Miranda Cabral, profa. UEPB), A contribuição do Jornalismo Científico nas Redes Digitais (Patrícia Rios, profa. UEPB/FACISA).

O EVENTO
O Ciclo de Debates em Comunicação e Jornalismo Contemporâneos se propõe a discutir, periodicamente, a partir de mesas redondas, palestras e conferências, os processos comunicacionais e as práticas jornalísticas da atualidade. As abordagens girarão em torno das mudanças tecnológicas no fazer midiático e jornalístico, dos processos de mediação e convergência cultural das novas estratégias de apropriações e redes sociais. Pensadores, pesquisadores e profissionais de referência no cenário nacional e internacional serão convidados para debater, com professores, estudantes e os demais segmentos da sociedade, as tendências e os desafios contemporâneos da comunicação e do jornalismo.

INFORMAÇÕES ADICIONAIS
Veja programação completa ou cartaz do ciclo de debates. Dúvidas passar email para fernando.milanni@globo.com

Lugares da Sociabilidade

Lugares da Sociabilidade. I Seminário dos Grupos de Pesquisa em Cibercidades (GPC) e
em Interações, Tecnologias Digitais e Sociedade (GITS)
Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas – UFBA

Palestra de abertura (Keynote Speaker). Prof. Dr. Vinicius Neto (UFF) – “Prática, Comunicação e Espaço. Uma reflexão sobre a materialidade das estruturas sociais”.

Coordenação – André Lemos (GPC) e José Carlos Ribeiro (GITS).

Objetivo: promover um espaço de discussão sobre os diversos temas relacionados às pesquisas efetuadas pelos discentes da linha cibercultura do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Culturas Contemporâneas da UFBA, vinculados ao Grupo de Pesquisa em Cibercidades – GPC e ao Grupo de Pesquisa em Interações, Tecnologias Digitais e Sociedade – GITS. Os temas a serem abordados agrupam-se em mesas temáticas sobre: Cartografia colaborativa; Game Studies; Dispositivos Móveis e Redes Sociais; Jornalismo Móvel e Mídia Locativa; Interação e Redes Sociais; e Dispositivos Móveis e Jornalismo Digital.

Vejam programa e detalhes no blog do GPC

iPad, Kindle, blogs e o futuro (presente) da comunicação

Nos últimos dois dias circularam na rede alguns posts e textos que valem a pena como leitura e reflexão.

  • O primeiro, “Blog e cibercultura“, de André Lemos que enfoca o blog como uma esfera conversacional e dentro do contexto das três leis da cibercultura defendidas pelo autor: 1. liberação do pólo da emissão; 2. conexão aberta e planetária; 3. reconfiguração social, cultural, política. Este post fez parte de sua apresentação na Campus Party, em São Paulo;
  • Segundo, “As more phones stream video, networks are slowed”, do New York Times que a partir da deixa do lançamento do iPad da Apple traz uma interessante discussão sobre a sobrecarga das redes móveis com uma demanda não-esperada de consumidores. A matéria mostra que as redes móveis tendem a ficar mais lentas com o aumento do uso de dispositivos móveis como o iPad, smartphones como iPhone, os netbooks, os dispositivos para jogos online móveis e a alta demanda por usos como assisistir tv ou videos do YouTube, subir videos, fazer transmissões ao vivo;
  • Terceiro, “El periodismo online y móvil serán de masas y el impresso alta costura”. Trata-se de uma entrevista de Juan Señor, da Innovation Media Consulting, que acredita que até 2020 o jornalismo principal será o online e móvel e que a mídia impressa terá outro tipo de posição, ou seja, especializada, de “alta costura”. Para ele, nos processos de integração das redações a atenção principal deva ser no online e não nos meios tradicionais como jornais, como vem ocorrendo atualmente nas reestruturações das empresas de comunicação;
  • E por último, três textos interligados na discussão e que tratam do iPad da Apple. Um discutindo o papel do iPad como salvador dos jornais; outro sobre três razões para as quais o iPad matará o Kindle da Amazon e três razões para as quais o iPad não matará o Kindle da Amazon.

Livro “Comunicação e Mobilidade”


Replico post do Carnet de Notes sobre o lançamento do livro “Comunicação e Mobilidade. Aspectos socioculturais das tecnologias móveis de comunicação no Brasil”, editado pela EDUFBa, Salvador, 2009 (ISBN – 978-85-232-0658-1, organizado por André Lemos e pelo Fabio Josgrilberg com textos de Eduardo Pellanda, Sérgio Amadeu, Gilson Schwartz, Fernando Firmino, Lucas Bambozzi, Lucia Santaella, Fernanda Bruno, além dos organizadores. O livro deve estar em breve nas livrarias. Agradecemos a todos os autores, ao Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas, o Wi. Journal of Mobile Media, e a Edufba pelo belo trabalho de edição e revisão.

Abaixo texto da orelha e o sumário do livro:

O livro Comunicação e Mobilidade – Aspectos Socioculturais das Tecnologias Móveis no Brasil, organizado por André Lemos (UFBA/CNPq) e por Fábio Josgrilberg (Metodista, SP), oferece ao leitor uma coleção de artigos que traçam um panorama completo e atual da comunicação móvel no Brasil. Os artigos abordam diversas temáticas relevantes para a compreensão complexa do fenômeno, como a relação das tecnologias móveis de comunicação com o corpo, a cidade, a vigilância, a arte, o jornalismo, as mídias locativas e a inclusão digital. Os artigos foram originalmente publicados em inglês na revista eletrônica canadense “Wi – Journal of Mobile Media” (http://wi.hexagram.ca), em julho de 2009, e é a primeira contribuição brasileira no campo a ter uma projeção internacional.

A obra está inserida no contexto atual da computação móvel e ubíqua, oferecendo ao leitor uma visão geral do impacto das redes sem fio e dos telefones celulares no Brasil. Escrito pelos mais importantes pesquisadores do tema na área das ciências sociais aplicadas no país, o livro faz uma radiografia das múltiplas apropriações dos dispositivos móveis mostrando a sua influência nas relações sociais, econômicas, políticas e culturais. Comunicação e Mobilidade é leitura obrigatória para pesquisadores, estudantes de graduação e interessados em compreender os rumos e as perspectivas das tecnologias de comunicação móvel e seus usos no Brasil.

Sumário

Apresentação…………………………………………………………………………………………07
André Lemos, Fabio Josgrilberg

Comunicação móvel no contexto brasileiro……………………………………………..11
Eduardo Campos Pellanda

Redes municipais sem fio: o acesso à Internet e a nova agenda da cidade……19
Fabio B. Josgrilberg

Espectro aberto e mobilidade para a inclusão digital no Brasil.……………………..37
Sérgio Amadeu da Silveira

Identidade, valor e mobilidade: Motoboys em São Paulo……………………………….51
Gilson Schwartz

Tecnologias móveis como plataformas de produção no jornalismo…………………..69
Fernando Firmino da Silva

Arte e Mídias locativa no Brasil………………………………………………………………89
André Lemos

Aproximações arriscadas entre site-specific e artes locativas……………………….109
Lucas Bambozzi

Revisitando o corpo na era da mobilidade………………………………………………………123
Lucia Santaella

Vídeo-vigilância e mobilidade no Brasil.…………………………………………………………137
Fernanda Bruno

Sobre os autores..……………………………………………………………………………………………153

LocastPOA: projeto de jornalismo geolocalizado da PUCRS, MIT e Grupo RBS


Jornalismo móvel, jornalismo locativo, jornalismo hiperlocal. As tecnologias móveis com conexões sem fio e aplicações GPS em mapas ocupam cada vez mais espaço nas experiências que circulam na web. Com a apropriação destas características foi lançado na última segunda-feira no Brasil o projeto LocastPOA. A iniciativa, com propósito de produção de conteúdo jornalístico com características de ultra-localismo com uso de celulares com GPS, é uma parceria entre o curso de Comunicação Social (Famecos) da PUC-RS, Massachusetts Institute of Technology (MIT) e jornalistas do Grupo RBS. As notícias, produzidas em vídeo, vêm vinculadas a um mapa através de GPS, com a demarcação da localização de onde o fato acontece. Para isto os jornalistas utilizam celulares e fazem a edição diretamente no aparelho e na hora. A primeira etapa do projeto, de produção de conteúdo jornalístico, vai até o dia 23 de novembro. Acompanhe o projeto por aqui ou através do blog Ubimidia, do coordenador do projeto, Eduardo Pellanda.

P.S: Para quem quiser saber mais sobre projetos relacionadas a mídia locativas, geolocalização, mobilidade vale a pena ver o projeto dos alunos de graduação do professor André Lemos na UFBA denominado Vila Brandão Existe com uso de QR Codes. Ou acessar a edição especial da sobre comunicação móvel no Brasil na Wi-Journal.