Arquivo da categoria: fotos digitais

Micrografia: fotos por celular no El País

O El País, da Espanha, lança o Micrografia, um blog com fotografias do cotidiano que são feitas a partir de um telefone móvel. Essas fotos são realizadas pelo jornalista Javier Castañeda numa câmera VGA (Sony-Ericsson T610 e K320i). As imagens são postadas de forma bruta, sem tratamento, sem edição. Esse projeto é similar a um outro do JC Imagem, do Grupo Jornal do Commercio de Pernambuco, em que fotógrafos profissionais realizaram testes com telefones celulares Nokia N73 e Sony Ericsson K790i para produzir fotos com qualidade e teor jornalístico.
A diferença é que o projeto do El País funciona como um blog com a possibilidade de inserção de comentários e o envio de fotos também por parte dos internautas. Abaixo Javier Castañeda explica a escolha do nome do blog e o que se pretende:
Micrografías nace de un apareamiento incierto acaecido en las Islas Griegas entre micro (pequeño) y -grafía (escribir), que significa descripción, tratado, escritura o representación gráfica. El resultado ha tenido la suerte de nacer en el siglo XXI y define una nueva categoría de fotografías realizadas exclusivamente a través de teléfono móvil”.

fernando f. silva

Fotos de celular para uso no jornalismo

A partir de nossa perspectiva de apresentar experiências do uso de tecnologias móveis digitais para a produção jornalística contemporânea, trazemos mais um caso (obrigado Danilo pela dica). Esse projeto que será mostrada vem da agência JC Imagem, do Jornal do Commercio de Pernambuco. Uma equipe de fotógrafos da agência (em parceria com a empresa Claro) utilizaram telefones celulares Nokia N73 e Sony Ericsson K790i para produzir fotos com qualidade e teor jornalístico. As imagens realmente impressionam pela beleza e qualidade e parecem ter sido clicadas de uma máquina profissional (veja a galeria). O editor de fotografia do Jornal do Commercio, Jarbas Jr., resume o objetivo da iniciativa: “A idéia foi colocar nas mãos de profissionais o que a indústria da tecnologia oferece. São máquinas que têm recursos muito bons. A nossa proposta é aproximar cada vez mais a agência do leitor e mostrar o que uma câmera de celular pode render na mão de um profissional”. Leia matéria sobre o projeto do JC Imagem.

Essa experiência, somada a outras que temos mostrado nos diversos posts publicados no blog, demonstra de uma forma clara e objetiva que o jornalismo móvel está se tornando uma realidade a partir da expansão da estrutura que denomino de ambiente móvel de produção, constituída pelas tecnoloigas móveis digitais (celulares, câmeras digitais, notebooks e diversos aplicativos portáteis) mais as conexões sem fio (GPS, GPRS, wi-fi, wi-max, bluetooth). Esse ambiente coloca à disposição de um repórter móvel todas as condições necessárias para a produção jornalística a partir do espaço urbano relatando em mobilidade os fatos in loco e postando ou fazendo o upload, diretamente do próprio local, de fotos, vídeos, textos. A sofisticação que os aparelhos portáteis adquirem a cada dia deve otimizar esse processo de produção móvel e desencadear novos usos no campo da produção jornalística. Não é novidade para o internauta/leitor que acompanha esse blog as diversas experiências que surgem e se expandem a partir do uso de dispositivos móveis. Vejam algumas relacionadas ao tema tratado: dispositivo móvel para o repórter em mobilidade, repórteres móveis na África, blog atualizado via smartphone, caneta digital para o repórter e notícia em mobilidade.

fernando f. silva