Arquivo da categoria: jornalismo online

Tecnologias móveis em debate no Seminário Internacional de Jornalismo Online

Amanhã participarei, em São Paulo, do I Seminário Internacional de Jornalismo Online, que ocorrerá na Faculdade Cásper Libero, na Avenida Paulista, das 9h às 18h00, , organizado pelo Centro Knight para o Jornalismo nas Américas da Universidade do Texas de Austin (EUA) e pelo Grupo de Pesquisa Tecnologia, Comunicação e Cultura de Rede do Programa de Pós-graduação da Cásper Líbero.

Estarei no painel “Desafios e oportunidades para o jornalismo nas emergentes plataformas digitais móveis” onde abordarei o tema “jornalismo em mobilidade: tecnologias móveis como plataformas de produção”, que faz parte das perspectivas de minha pesquisa de doutorado no Programa de Pós-Graduação em Comunicação Contemporânea na Universidade Federal da Bahia – UFBA desenvolvida dentro do Grupo de Pesquisa em Cibercidades – GPC e Grupo de Pesquisa em Jornalismo Online – GJOL. Apresentarei alguns casos brasileiros do uso destas tecnologias no jornalismo no processo de captura, apuração, edição e transmissão diretamente do local do acontecimento.

No mesmo painel estarão ainda Paul Brannan, editor de plataformas emergentes da BBC News, Londres (Reino Unido) e Jim Haryott, especialista em plataformas móveis da BBC de Londres, Cilene Guedes, coordenadora de mobilidade/plataformas digitais do jornal O Globo e Sandra Carvalho, diretora do Portal Exame do Grupo Abril.

As vagas para participar presencialmente foram esgotadas desde a semana passada. Mas, de qualquer forma, será transmitido ao vivo pelo portal Terra.. Abaixo a programação completa:


PROGRAMAÇÃO:


9h às 9h15: Abertura

Dr. Dimas Künsch, coordenador da Pós-Graduação, Faculdade Cásper Líbero

Rosental Calmon Alves, diretor, Centro Knight para o Jornalismo nas Américas, Universidade do Texas em Austin

Angela Pimenta, editora, Revista Exame; e co-diretora para o Brasil do Comitê Internacional, Online News Association (ONA), Estados Unidos

9h15 às 10h45: Painel

A notícia a partir de bases de dados que permitem ao leitor interagir com grandes volumes de informação

Moderadora: Tereza Rangel, diretora de planejamento, UOL

Jornalismo Interativo no New York Times”, apresentação especial de Andrei Scheinkman, programador de aplicativos jornalísticos, New York Times

Painelistas:

Rubens Almeida, diretor de integração e especialista em bases de dados e georeferenciamento, iG

Dr. Walter Lima, professor da pós-graduação em Comunicação, Fundação Cásper Líbero; coordenador da Rede JorTec da SBPjor; e pesquisador do Núcleo de Ciência Cognitiva da USP

Pedro Valente, jornalista e programador, responsável pelo Yahoo Open Hack Day

10h45 às 11h: Coffee break

11h às 12h30: Painel

Algoritmos, robôs, curadoria, notícias geradas pelo público: novas fórmulas para o jornalismo online

Moderadora: Dra. Elizabeth Saad, professora titular e pesquisadora, ECA-USP

Jornalistas + leitores + algoritmos = meio de comunicação”, apresentação especial de Mario Tascón, diretor e fundador de LaInformacion.com e DIXIRed e ex-diretor de conteúdo de Prisacom e ElPais.com, Madri, Espanha (via videoconferência).

Painel:

Ana Brambilla, editora de Mídias Sociais, Terra Networks

David Butter, editor de suplementos e interatividade, G1

Ricardo Feltrin, secretário de redação, Folha Online

12h30 às 14h: Almoço

14h às 15h30: Painel

Desafios e oportunidades para o jornalismo nas emergentes plataformas digitais móveis

Moderadora: Dra. Caru Schwingel, professora e pesquisadora, Universidade Anhembi Morumbi

A tecnologia móvel agora e no futuro”, apresentação especial de Paul Brannan, editor de plataformas emergentes, e Jim Haryott, especialista em plataformas móveis, da BBC News, Londres, Reino Unido

Painel:

Cilene Guedes, coordenadora de mobilidade/plataformas digitais, O Globo

Sandra Carvalho, diretora do Portal Exame

Fernando Firmino, professor, Universidade Estadual da Paraíba (UEPB); e doutorando, Universidade Federal da Bahia (UFBA)

15h30 às 15h45: Coffee break

15:45 às 17h15: Painel

A evolução da narrativa jornalística na Web

Moderadora: Pedro Doria, editor de conteúdos digitais, Estadão

Ferramentas para a narrativa digital”, apresentação especial de Katie King, gerente sênior de produtos, para portais e parcerias, MSN UK, Londres, Reino Unido; e diretora da Online News Association (Estados Unidos)

Painel:

Alberto Cairo, editor de multimídia e infografia, Editora Globo

Daniel Jelin, editor, Veja.com

Pedro Dias Lopes, editor-chefe de Zerohora.com e ClicRBS

Julliana Melo, editora-assistente do JCOnline, Jornal do Comércio (Recife)

17h15 às 18h: Sessão final

Discussão sobre a formação de uma associação de jornalistas online no Brasil e a experiência da Online News Association nos Estados Unidos

Moderadora: Angela Pimenta, editora, Revista Exame; e co-diretora para o Brasil do Comitê Internacional da Online News Association (ONA), dos Estados Unidos

Painel:

Rosental Calmon Alves, diretor, Centro Knight para o Jornalismo nas Américas, Universidade do Texas em Austin

Katie King, gerente sênior de produtos, para portais e parcerias, MSN UK, Londres, Reino Unido; integrante da diretoria da ONA e de seu comitê internacional.

Fernando Rodrigues, presidente da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (ABRAJI)

Cobertura ao vivo [live streaming]

Esta semana o journalism.co.uk deu amplo espaço para o debate sobre o uso da transmissão ao vivo nos jornais online. Charles de Vroede, editor do de Telegraaf, apontou que o futuro era o live streaming e Bas Broekhuizen, editor of Volkskrant TV, considerou que seria inviável devido aos custos que isto representaria para as empresas de comunicação. Leia a notícia Live streaming is the future of newspaper news video online.

Recupero esta discussão, que tem sido alvo de outros posts do blog, porque coincide com a do artigo The Reporting Mobile, de Henrik Schneider, que acabo de ler no livro Mobile Studies (referência no final). Este artigo aborda o uso de celulares e tecnologias móveis no jornalismo participativo ou na citizen media e como isto está redistribuindo as forças na produção da notícia antes dominada pelo mainstream media. Desdobrando sua argumentação acerca da adoção intensiva dos mobile na produção do jornalismo cidadão o autor acredita que um dos aspectos que se sobressai com o uso de mensagens multimídias e tecnologias móveis [como nos mobloggings] é a cobertura de video em tempo real (por streaming) através de video phoning que “…a feature that will give a citizen journalist reporting abilities never before seen outside of professional media” (SCHEINEIDER, 2007, p.165). Ele reforça sua tese argumentando que numa zona de conflito o celular para transmissão em streaming leva vantagem. Mobile journalist e mobile environment fazem parte da construção do texto de Scheineider sobre reporting mobile. “The chance is there for advanced countries to gain an upper hand in mobile journalistic coverage because of the better availiability of mobile phones and networks. What good does a video broadcasting-capable phone do in a conflict zone if the present network is not ready to transmit the required data stream. This aspect seems similar to the case of the internet, but there is at least one major difference. Mobile penetration generally is higher than internet penetration in developing countries, which makes the mobile network a better way for narrowing the so-called digital divide and also for sharing news and information with the rest of the world.” (SCHEINEIDER, 2007, p.166).

Referência: SCHNEIDER, Henrik. The reporting mobile – a new platform for citizen media. In: NYÍRI, Kristóf (org.). Mobile studies – paradigmas and perspectives (coleção Communications in the 21 st Century. Viena: Passagen Verlag, 2007

Zero Hora: na versão impressa e online

Zero Hora, de Porto Alegre, muda portal e realiza integração das equipes do impresso e do online, além de abrir espaço para o jornalismo participativo com a criação do projeto “Leitor-Repórter“. A atualização passa a ser 24/7, ou seja, 24 horas por dia durante os 7 dias da semana. Na página principal você pode navegar pela edição Zero Hora Agora (versão online) ou pelo Zero Hora Edição Impressa. No Zero Hora os pictogramas de identificação de fotos, vídeos e áudios estão espalhados por algumas notícias deixando claro a tendência multimídia de produção e distribuição de contéudo.
fernando f. silva