Arquivo da categoria: qik

Cobertura ao vivo das eleições americanas em streaming via Qik e Mogulus

As eleições americanas, – fenômeno de audiência no mundo todo, principalmente por causa da crise econômica -, desperta as redes de televisão, portais de internet e cidadãos comuns a noticiar tudo que acontece naquele país. Com uma Internet bem mais estruturada que há quatro anos, quando George W. Bush reassumiu a Casa Branca, hoje nos deparamos com uma infinidade de tecnologias móveis e uma rede de alta velocidade 3G para acessar ou subir arquivos de qualquer lugar.

A combinação de ferramentas para live streaming está transformando a cobertura das eleições. Com um celular 3G na mão e o aplicativo Qik instalado, emissoras de televisão e portais de Internet transmitem a baixo custo e de forma ubíqua notícias ao vivo. Outra ferramenta potencializada é o Mogulus, uma espécie de estúdio de televisão online que permite transmissão ao vivo com recursos tipo legendas e a interação do público. Ontem o blog do Mogulus destacou as coberturas ao vivo do dia das eleições americanas de canais construídos em sua plataforma como The Daily News Journal , USA Today. Serão mais de 30 canais de grandes conglomerados utilizando o Mogulus para transmissões em streaming.

Comparação de cenários – antes 2004, agora 2008 – demonstram um crescimento significativo das possibilidades de transmissão por tecnologias móveis. Primeiro a banda larga de acesso a rede – tanto por conexões via fios/cabos quanto sem fios 3G e Wi-Fi tem uma nova perfomance; segundo prolifera a quantidade de tecnologias móveis digitais com capacidade multimídia como os smartphones e celulares. Em resumo: há uma nova paisagem midiática caminhando para experiências expressivas de jornalismo móvel.

Cobertura móvel participativa no JC Online

Depois da cobertura experimental ao vivo da TV Cultura com o programa Roda Viva, que entrelaça num mesmo ambiente vídeos, fotos, microblog e transmissão simultânea, oJC Online estreiou ontem uma cobertura participativanos mesmos moldes para acompanhar o evento Oi Fashion Music. Com celulares 3G Nokia N95, câmeras digitais, notebooks e programas como Qik eCoverItLive os repórteres postavam fotos e textos, transmitiam videos ao vivo do evento e realizava enquetes com a participação do público. Cada vez mais o Sistema Jornal do Commercio caminha para coberturas integradas e o desenvolvimento de projetos de jornalismo móvel no Brasil. Leia alguns trechos da matéria sobre a cobertura do JC Online:

“Lá no teatro, uma verdadeira “micro-parafernalha” para que tudo funcionasse na experiência piloto. Três repórteres e um designer, munidos de laptop, câmeras fotográficas, celulares 3G e um notebook, foram deslocados para o local, de onde tudo pôde ser atualizado. No QG (que poderia ser em qualquer lugar onde estivesse rolando os desfiles ou nos bastidores), um dos repórteres recebia as informações e as disponibilizava, fazendo também a moderação dos comentários enviados pelas pessoas que estavam “assistindo” aos desfiles. A ferramenta possibilita ainda a postagem de enquetes em tempo real, ampliando a interatividade com o público. “

UPDATE 19h00 de 05/10: O portal JC Online também está fazendo cobertura das eleições 2008 com CoverItlive, Flickr e quatro câmeras geradas por celular no Qik.

Microblogs e streaming video em coberturas jornalísticas instantâneas


Venho acompanhando o desenrolar da relação entre os microblogs, das ferramentas de streaming video e o uso de dispositivos móveis para coberturas jornalísticas. Hoje foi publicado um post no Dot.Life da BBC com um relato de cobertura do evento de música da Apple com o uso de Twitter, o aplicativo Qik, a câmera de baixo custo Flip e rede 3G . Veja trecho do relato:

  • “Along with the micro-blogging, I managed a bit of instant video, using Qik. The quality is pretty poor – it’s being streamed over a 3g network which seemed to struggle to get into the hall – but immediacy is the thing here. Apple is very controlling and bans live video relays of these events, so there is a kind of “pirate” appeal to getting the pictures out ahead of time. We now have a new BBC application which takes video straight from a mobile phone and feeds its straight to our broadcast server – but I judged these pictures did not merit that treatment.”
O post da BBC é bem próximo do artigo “Jornalismo Live Streaming: tempo real, mobilidade e espaço urbano” que apresentarei em novembro na SBPJOR. Neste artigo discuto “a incorporação pelo jornalismo de ferramentas de geração de live stream (ao vivo) na produção da notícia. Com a expansão da infra-estrutura de tecnologias móveis digitais e conexões sem fio como Wi-Fi e 3G, aliadas ao desenvolvimento de aplicativos avançados na web, o jornalismo experimenta uma interface entre a mídia de massa e a mídia de funções pós-massiva na construção do tempo real na relação com o espaço urbano e a mobilidade. A reapropriação destas ferramentas para a produção jornalística introduzem novos critérios de noticiabilidade. Compreender estas mutações são fundamentais para um enquadramento conceitual do próprio futuro do jornalismo num ambiente de convergência e de digitalização midiática.” Apresento neste paper algumas experiências brasileiras com comunicação móvel através do uso de ferramentas como o Twitter, Qik, Ustream, Justin.tv, Kyte.tv, Cover It Live, Mogulus Live Broadcast, Flixwagon. Mais a frente disponibilizarei este artigo para os interessados na temática.

JC Online transmite debate ao vivo no Recife através de celular 3G e tecnologia Qik

O Sistema Jornal do Commercio, Recife, foi pioneiro no uso da tecnologia 3G no jornalismo brasileiro com a criação, em novembro do ano passado, do projeto “Notícia Celular” da TV Jornal. Uma nova experiência se iniciou ontem no portal JC Online com a transmissão ao vivo do Debate dos Candidatos a Prefeito do Recife com o uso de um celular Nokia N95 e a tecnologia Qik para transmissão em streaming. Hoje foi transmitida entrevista para o Blog do Jamildo com o secretário de Saúde e vice-governador de Pernambuco, João Lyra, falando sobre a crise no setor. O Sistema Jornal do Commercio passa por um processo de convergência voltado para novas mídias e a adoção de celulares como plataforma de produção na TV, Portal e outros veículos do grupo. Este ano foi criada a diretoria de Novas Mídias para coordenar os processos voltados para a comunicação móvel e adoção de ferramentas jornalísticas.