Convergência midiática e jornalismo

Cafe com Prosa. Este é o nome do evento que ocorrerá, no próximo dia 24 de abril, às 19h, no auditório do ISBA – Faculdade Social da Bahia, em Salvador. O tema em discussão será “Convergência Midiática e Jornalismo” (amplie a imagem). Estarei presente nesta mesa discutindo o jornalismo e as convergências que ocorrem em em torno dos dispositivos de produção (o celular e as tecnologias móveis, em particular) e a convergência profissional no processo. Minha abordagem tem muito a ver com minha tese de doutorado refletida neste blog Jornalismo Móvel. Estarei participando ao lado dos colegas Marcelo Freire, jornalista e mestrando na UFBA; e Leila Nogueira, mestre pela UFBA. O evento está sendo organizado por Débora Lopez a partir do curso de Jornalismo da ISBA. Abaixo outras informações.
…………………….
Apresentação do evento

O surgimento de novas tecnologias possibilitou que as informações fossem transmitidas via áudio, vídeo, texto e fotografia. Esta é a chamada Convergência Midiática, que vai ser tema de debate no Café com Prosa do dia 24 de abril. Marcado para às 19h, o evento vai ser realizado no auditório do Colégio ISBA e é aberto ao público.
Para comandar o bate-papo com os estudantes e esclarecer sobre o surgimento destas novas mídias, da facilidade de transmitir dados e do crescimento na produção de informação, os convidados são os jornalistas e pesquisadores Fernando Firmino, Leila Nogueira e Marcelo Freire. O Café com Prosa é uma iniciativa do curso de Jornalismo da Faculdade Social.

Saiba mais sobre os palestrantes

Fernando Firmino é jornalista, radialista, professor titular do Departamento de Comunicação Social/Jornalismo da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) e doutorando em Comunicação e Cultura Contemporâneas na Universidade Federal da Bahia (UFBA). Tem Mestrado em Ciência da Informação pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Atualmente faz parte do Centro Internacional de Estudos e Pesquisa em Cibercultura no Grupo de Pesquisa em Cibercidades e no Grupo de Pesquisa em Jornalismo Online – GJOL. Sua tese de doutorado, sob orientação do professor André Lemos, trata da relação entre jornalismo e tecnologias da mobilidade. Edita o blog HYPERLINK: http://jornalismomovel.blogspot.com/
Leila Nogueira também é jornalista e trabalhou sete anos na Rede Bahia, onde exerceu as funções de produtora, repórter e editora do Núcleo de Rede. É sócia-fundadora da SBPJor – Sociedade Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo. Foi professora substituta no curso de Jornalismo da FACOM/UFBA de 2001 a 2003. Ensinou na Faculdade de Tecnologia e Ciências de Salvador de 2003 a 2007. Atualmente, integra o corpo docente do Centro Universitário da Bahia – FIB, onde é responsável pelas disciplinas do Laboratório de Telejornalismo e pela TV FIB. Mestre em Comunicação pela UFBA, sua dissertação de mestrado, defendida em 2005, teve como tema o Webjornalismo Audiovisual e ganhou o Prêmio Adelmo Genro Filho de Pesquisa em Jornalismo, em Porto Alegre, em 2006.
…Formado em 2006, Marcelo Freire cursa o mestrado em Comunicação e Culturas Contemporâneas pela Universidade Federal da Bahia. Editor responsável pelos sites do Jornal da Manhã e do Bahia Meio-Dia da TV Bahia e do portal iBahia da Rede Bahia. Atualmente é professor da área de jornalismo digital no Centro Universitário da Bahia – FIB, onde edita o webjornal laboratório Educação em Pauta. Integra o Grupo de Estudos em Jornalismo On Line (GJOL), na UFBA. Escreve dissertação de mestrado sobre narrativas jornalísticas para a internet, dando prosseguimento à sua pesquisa de graduação.
Fonte ISBA