Globo Mail está INSTÁVEL

O Globo.Com e o G1 mudaram recentemente seus projetos com um novo redesenho dos sites. Não vou entrar no mérito se ficou melhor ou não. O fato é que houve mudanças na tentativa de apresentar um produto melhor ao internauta. Entretanto, em relação ao Globo Mail o mesmo não vem ocorrendo. O Globo Mail apresenta problemas gravíssimos de instabilidade que têm proporcionado uma dose extra de estresse para quem utiliza o email da Globo (como é o meu caso). Essa instabilidade se reflete em vários aspectos e tem sido uma experiência nada agradável. Vamos por etapas a essa odisséia no espaço:

  • PRIMEIRO: Desde segunda-feira que tem sido um tormento acessa o email. Você tenta e tenta e não entra. Esse é o mais grave de todos. COMENTÁRIO: todos sabem o quanto o email representa como ferramenta de trabalho. Ficar um dia sem poder acessar gera um prejuízo enorme. Na última terça-feira tentei entrar das 19h até 8h da manhã e nada.
  • SEGUNDO: A mudança de senha personalizada não funciona. COMENTÁRIO: mudei minha senha (conforme se solicita “mude periodicamente sua senha”) e um novo tormento. Não entrava mais com a nova senha. Tinha que ligar para a Central de Atendimento para que eles gerassem uma senha aleatória (tenho que andar com ela anotada para não esquecer).
  • TERCEIRO: O Globo Mail é sofrível em termos de recursos para se escrever uma mensagem. Não há recursos de formatação de texto como no Gmail para um negrito ou um link. Outro problema grave é que você só pode enviar email para até 50 pessoas a cada vez. Logo, se eu tiver que enviar uma mensagem para 300 pessoas tenho que criar seis grupos. Outro aspecto é que o sistema de “procura” do Globo Mail simplesmente não funciona. COMENTÁRIO: é possível diante de plataformas de emails dinâmicos como o Gmail que um grupo tão poderoso como Organizações Globo continue “patinando no gelo”?

Acima estão as telas que salvei de um diálogo que travei hoje com a atendente via Chat questionando a razão para o problema. Como não houve ainda comunicado oficial aos usuários, essas telas servem para o propósito. Pelo menos um mérito: eles admitem a instabilidade do sistema desde segunda-feira. Mas acrescento: o problema vem bem antes do próprio caos aéreo. Ou seja: não é de hoje. Só se agravou.

fernando f. silva